quinta-feira, 19 de julho de 2007

São Tomé investe em energia eólica

São Tomé e Príncipe vai produzir energia eléctrica através de eólicas com apoio técnico da Alemanha, anunciou terça-feira em São Tomé o ministro são-tomense dos Recursos Naturais, Manuel Deus Lima.

Deus Lima disse que a introdução do novo sistema de produção de electricidade por correntes do vento contará com a assistência técnica de um grupo alemão na base de um estudo preliminar realizado pelas autoridades energéticas do arquipélago.

O projecto previsto ainda para este ano será lançado, numa primeira fase, no distrito de Cauê, situado a 90 quilómetros da capital de São Tomé e Príncipe numa previsão de geração estimada em dois megawatts.

“Há condições climatéricas suficiente para sustentar este tipo de exploração energética face aos altos custos do sistema térmico”, disse Deus Lima.

O projecto visa, essencialmente, a redução de custos de produção de energia por sistema térmico devido à subida de preço de combustíveis, a melhoria da qualidade do produto, anulação de cortes constantes da luz eléctrica, bem como combate a poluição do meio-ambiente.

A Empresa de Água e Electricidade, Emae, controlada pelo governo, através do ministério dos Recursos Naturais, é a única produtora e distribuidora de energia no arquipélago, onde se têm registado sucessivas crises energéticas marcadas por cortes constantes e a má qualidade de fornecimento.

Estima-se que numa procura energética de 15 megawatts em São Tomé e Príncipe, a Emae tem capacidade para fornecer somente 12 megawatts, sendo 80 por cento na base centrais térmicas e os restante 20 por cento em hidroeléctrica sustentado pelos rios Contador e GuèGué.

in MacauHub

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial