domingo, 8 de julho de 2007

RePower potencia legislação sobre renováveis

A RePower, companhia alemã alvo da OPA da conjunta da Martifer e da Suzlon, prevê acelerar o ritmo de crescimento com as alterações introduzidas no acordo para as energias renováveis na Alemanha.

O "Renewable Energy Sources Act" apresentado esta manhã pelo ministro federal do ambiente da Alemanha prevê um incentivo adicional de 0,7 cêntimos de euro por Kw/h para as turbinas eólicas cuja energia gerada possa ser integrada na rede, e também a atribuição de novas licenças para a exploração em "offshore".

Fritsz Vahrenholt, presidente-executivo da Repower, prevê um impacto positivo destas modificações. "As alterações previstas tornam os aerogeradores da RePower ainda mais atractivos. Aliás, os nossos produtos sempre foram considerados particularmente compatíveis com as rede".

"Com o bónus de 0,7 cêntimos por Kw/h, os nossos clientes vão beneficiar a duplicar no futuro da elevada experiência tecnológica da nossa empresa, algo que é também reflectida na disponibilidade acima da média das nossas turbinas", acrescentou Vahrenholt.

Relativamente às alterações na utilização da energia eólica "offshore", o responsável afirmou que "mais uma vez, ficou demonstrado que conseguimos o posicionamento correcto com a turbina ‘offshore’ ‘5M’".

"Agora é uma questão de garantir a maior produção possível por forma a conseguir-mos corresponder à procura que esperamos para os próximos anos", concluiu o CEO da RePower, empresa controlada, agora, em conjunto pela portuguesa Martifer e a indiana Suzlon.

Para a RePower, estas novas regras vão resultar num estímulo sustentável para o mercado alemão da energia eólica.

in Jornal de Negócios

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial