segunda-feira, 30 de julho de 2007

Ministros europeus preocupados com energia

Os ministros da Economia de vários países da União Europeia escreveram à Comissão Europeia (CE) expressando preocupação com os projectos de reforma do sector da energia.

«A ideia de que a separação completa da produção e da distribuição constituíria a única chave de um desenvolvimento do mercado interno da electricidade e do gás deve ser afastada», denuncia o texto, redigido pelo francês Jean-Louis Borloo, e assinado pelos ministros da Economia e da Energia da Alemanha, Áustria, Luxemburgo, Grécia e Eslováquia.

Bruxelas reflecte actualmente numa reforma de fundo do mercado energético da Europa, cujas grandes linhas devem ser apresentadas em Outubro.

A comissária da Concorrência europeia, Neelie Kroes, já se pronunciou por uma separação das redes de produção e de distribuição das empresas do sector para reforçar a concorrência, uma proposta apoiada pelo Reino Unido, a Suécia ou a Espanha.

Mas outros países como a França ou a Alemanha estão mais preocupados e receiam enfraquecer os respectivas empresas líderes do sector, assim como um aumento descontrolado dos preços do gás e da electricidade.

Em França, como na Alemanha, os líderes do sector, a EDF e a EON, controlam a produção e as redes de distribuição.

in Dinheiro Digital

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial