quinta-feira, 5 de julho de 2007

Freiburg na vanguarda da energia solar

Com aproximadamente 200 mil habitantes, Freiburg se localiza ao sul da Alemanha e sedia a maior feira de energia solar do mundo, a Intersolar.

A origem da cidade solar de Freiburg é muito interessante: debates sobre a construção de uma usina nuclear na região, ainda na década de 70, contribuíram profundamente para transformar a política energética da comunidade. Em meados de 1980, a cidade já era pioneira na Alemanha ao criar um planejamento energético urbano com um horizonte de 10 anos, em parceria com a concessionária de energia local.

Ênfase foi dada na utilização de energias renováveis e na eficiência energética. Em 1996, o conselho da cidade adotou um plano de proteção do clima global passando inserir os aspectos ecológicos no desenvolvimento da comunidade.

De acordo com este plano de proteção do clima, a energia solar térmica poderia contribuir tanto quanto as outras fontes renováveis de energia, evitando a emissão de mais de 160.000 toneladas de CO2 por ano na atmosfera. Para incentivar o uso da energia solar térmica, um plano com 15 recomendações foi elaborado e implantado pelo conselho da cidade.

O conselho da cidade e a companhia de energia de Freiburg são juntos responsáveis pela implementação do programa municipal de energia solar. Os consumidores estão próximos da companhia de energia e o conselho da cidade pode agir junto ao setor de habitação e na tomada de decisões políticas.

A companhia de energia elétrica incentiva à instalação de sistemas de aquecimento solar na cidade desde que os sistemas sejam certificados. Um aporte financeiro de 230 Euros/m² é oferecido aos consumidores. O programa de divulgação é financiado por um aumento de 0,3 cent/kWh nas contas de energia.

Além disto, a companhia de energia elétrica e o conselho da cidade organizam campanhas ativas de divulgação publicando brochuras e jornais sobre o tema e fornecem serviço de consultoria gratuito aos consumidores que desejem utilizar a tecnologia solar.

O exemplo de Freiburg é muito importante, pois evidencia caminhos de sucesso para a consolidação de políticas energéticas nas cidades:
• é fruto de uma mobilização política da sociedade contra a utilização da energia nuclear; em outros casos poderá ser contra a utilização maciça de combustíveis fósseis ou a construção de grandes usinas hidrelétricas, por exemplo.
• se consolidou através de uma parceria inteligente entre a companhia de energia local, os tomadores de decisão e os cidadãos;
• prova que a energia solar térmica complementa e contribui no aspecto energético e ambiental, tanto quanto as outras fontes de energias renováveis.

in EcoAgência Solidária

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial